Kit de frações no quadriculado como recurso didático para o ensino de frações

  • Gesiel Alisson Martinho Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais
  • Diogo Alves de Faria Reis Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Frações equivalentes, Comparação de frações, Material didático manipulável, Educação Matemática

Resumo

Este artigo tem como objetivo explanar algumas concepções sobre o ensino e a aprendizagem de frações, a utilização de materiais manipuláveis para o ensino de frações e apresentar o resultado da tarefa “Manipulação do kit de frações no quadriculado”. A pesquisa, de abordagem qualitativa, foi desenvolvida em uma escola estadual de Belo Horizonte com estudantes do 7º ano do Ensino Fundamental II. Ao final da pesquisa, foi possível constatar que o material manipulável utilizado ajudou a maioria dos estudantes a compreender o processo de equivalência de frações e relacionar esse processo com as operações de adição e subtração. Podemos indicar, com base na pesquisa, a importância de se valorizar o conceito de equivalência de frações para a compreensão dessas operações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gesiel Alisson Martinho, Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais

Mestre em Educação e Docência - linha de pesquisa Educação Matemática - pela Universidade Federal de Minas Gerais (2020). Especialista em Educação Especial e Inclusiva pelo Instituto Superior de Educação Ateneu (2017). Bacharel em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Newton Paiva (2017) e Licenciatura em Matemática pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (2012). Atualmente professor da Educação Básica de Ensino - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS. Experiência com Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Contato: gesielalisson@yahoo.com.br

Diogo Alves de Faria Reis, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor do Centro Pedagógico da Universidade Federal de Minas Gerais.

Referências

BIGODE, Antônio José Lopes. Matemática: soluções para dez desafios do professor: 4.o e 5.o ano

do Ensino Fundamental. 1.a ed. São Paulo: Ática, 2014. p. 38 – 47.

BORDIN, Laura Moreira. Os materiais manipuláveis e os jogos pedagógicos como facilitadores do processo de ensino e aprendizagem das operações com números inteiros. 2011. 102 p. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Ensino de Física e de Matemática), Centro Universitário Franciscano, Rio Grande do Sul: Santa Maria, 2011. Disponível em: <http://tede.universidadefranciscana.edu.br:8080/handle/UFN-BDTD/375>. Acesso em: 24 set. 2018.

CRESWEL, John. W. Projeto de pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007. 248 p.

DAVID, Maria Manuela Martins Soares; FONSECA, Maria da Conceição Ferreira Reis. Sobre o conceito de número racional e a representação fracionária. Belo Horizonte, Presença Pedagógica, v.3, n.14, mar/abr. 1997. p. 60 – 71.

GARCEZ, Wagner Rohr. Tópicos sobre o ensino de frações: Equivalência. [dissertação] Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: <https://impa.br/wp- content/uploads/2016/12/wagner_rohr_garcez.pdf>. Acesso em: 24 abr. 2018.

LORENZATO, Sérgio. Laboratório de ensino de matemática e materiais didáticos manipuláveis. In: LORENZATO, Sérgio. Laboratório de Ensino de Matemática na formação de professores. Campinas: Autores Associados, 2006. p. 3-38.

LOYOLA, Sandro da Costa. Tópicos sobre o ensino de frações: Unidade. [dissertação] Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: <https://sca.profmat-sbm.org.br/sca_v2/get_tcc3.php?id=49559>. Acesso em: 23 maio 2018.

LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986. 128 p.

MARANHÃO, Maria Cristina Souza de Albuquerque; IGLIORI, Sonia Barbosa Camargo. Registro de representação e os números racionais. In: MACHADO, S. D A. (org.) Aprendizagem em matemática: registros de representação semiótica. Ed. Papirus, p. 57 – 70. Campinas, SP, 2003.

MARTINHO, Gesiel Alisson. O ensino de equivalência de frações para compreensão das operações de adição e subtração. 2020. 277 f. Dissertação (Mestrado em Educação e Docência) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2020.

MATOS, José Manuel; SERRAZINA, Maria de Lurdes. Didáctica da Matemática. Lisboa: Universidade Aberta, 1996, 304p.

MOREIRA, Plinio Cavalcanti.; DAVID, Maria Manuela Martins Soares. A Formação Matemática do Professor: licenciatura e prática docente escolar. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. 116 p.

NACARATO, Adair Mendes. Eu Trabalho primeiro no concreto. Revista de Educação Matemática.

Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM). Ano 9, n.9-10, (2004- 2005), p.1-6. NUNES, Teresinha; BRYANT, Peter. Criança fazendo matemática. Porto Alegre; Artes Médicas,

244 p.

PELISSARO, Simone. Ensino de frações: novas abordagens. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Matemática Pura e Aplicada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como requisito parcial para obtenção de título de Especialista em Matemática, Mídias Digitais e Didática. Vila Flores, RS. 2011.

SANTOS, Maria José Batista de Souza. O ensino e a aprendizagem de frações utilizando materiais manipuláveis concretos. 2014. 45 p. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Matemática) – Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Ciências e Tecnologia, 2014.

SCOLARO, Maria Angela. O uso dos Materiais Didáticos Manipuláveis como recurso pedagógico nas aulas de Matemática. 2008. Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1666-8.pdf>. Acesso em: 27 ago. 2019.

SMOLE, Kátia Stocco; DINIZ, Maria Ignez. Materiais manipulativos para o ensino de frações e números decimais. Coleção Mathemoteca; v. 3. Porto Alegre: Penso, 2016. 160 p.

SOARES, João Paulo Vasconcelos; SILVA, Paulo Vilhena da. Discos de frações: Um material manipulativo para o ensino de frações na educação básica. VII Encontro Nacional das Licenciaturas, ENALIC. Fortaleza, CE. 2018. Disponível em: <http://uece.br/eventos/enalic/>. Acesso em: 28 ago. 2019.

VALE, Isabel; BARBOSA, Ana. Materiais manipuláveis para aprender e ensinar geometria. Boletim Gepem: Rio de Janeiro, ano XXXVI, n. 65, p. 3-16, 2014.

Publicado
2021-01-28
Como Citar
Martinho, G. A., & Reis, D. A. de F. (2021). Kit de frações no quadriculado como recurso didático para o ensino de frações . Revista De Educação Matemática, 18, e021004. https://doi.org/10.37001/remat25269062v17id426
Seção
Ensino de Matemática, diversas possibilidades