O Ensino-Aprendizagem do Cálculo Diferencial e Integral através da Resolução de Problemas no Curso de Engenharia Civil

Palavras-chave: Resolução de Problemas, Engenharia Civil, Ensino-aprendizagem do Cálculo.

Resumo

O ensino do Cálculo Diferencial e Integral (CDI) tem sido foco de diversas discussões e investigações no campo da Educação Matemática a nível do Ensino Superior em função das dificuldades apresentadas pelos alunos na sua aprendizagem. Inserido neste contexto, este artigo apresenta parte de uma pesquisa desenvolvida com alunos de um curso de Engenharia Civil que teve como objetivo principal investigar o uso da Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática através da Resolução de Problemas na compreensão do Cálculo Diferencial e Integral, sobretudo no estudo da Otimização no curso de Engenharia Civil. Na construção do artigo, é apresentado um sucinto histórico da metodologia Resolução de Problemas ao longo dos anos, bem como uma breve discussão do ensino de Cálculo Diferencial e Integral nos cursos de Engenharia. Numa abordagem qualitativa, que tem como característica a descrição e interpretação dos dados coletados, foram utilizados como instrumentos de coleta de dados fotos e registros escritos das resoluções produzidas pelos alunos. A partir da  análise dos dados, é possível afirmar que os estudantes compreenderam o significado da utilização do Cálculo e que o uso da Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática através da Resolução de Problemas no curso de Engenharia Civil  permite ao aluno a oportunidade de investigar, de refletir e de analisar os problemas propostos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célia Barros Nunes, Universidade do Estado da Bahia – UNEB
Doutora em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2010); Mestre em Matemática pela Universidade Federal da Bahia (2001) e Licenciada em Matemática pela Universidade Estadual de Santa Cruz (1989). Pós-doutorado pela Universidade de Lisboa Instituto de Educação junto ao Programa Didática da Matemática (2017). Atua nos seguintes temas de pesquisa em Educação Matemática: Formação de Professores, Ensino-aprendizagem da Matemática, Resolução de Problemas.
Minervina Joseli Espíndola Reis, Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Campus X, Brasil
Doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2011); Mestre em Matemática pela Universidade de Franca (2003) e Licenciada em Pedagogia pela Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (1991). Atua nos seguintes temas de pesquisa em Educação: Formação de Professores e Políticas Educacionais.
Luanne Lima Ferreira, Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Campus X, Brasil

Especialista em Docência Superior pela Faculdade Vale do Cricaré(2017). Especialista em Metodologia do 

Ensino de Matemática e Física pela Faculdade São Gabriel da Palha(2017). Licenciada em Matemática pela Universidade do Estado da Bahia (2016) .

Professora concursada  pelo Estado do Espírito Santo (Ensino Fundamental e Medio)

Leonardo Brito da Silva, Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Campus X, Brasil
Especialista em Docência Superior pela Faculdade Vale do Cricaré(2017). Especialista em Metodologia do Ensino de Matemática e Física pela Faculdade São Gabriel da Palha(2017). Licenciada em Matemática pela Universidade do Estado da Bahia (2016) .

Referências

ALLEVATO, N. S. G. Associando o Computador à Resolução de Problemas Fechados: Análise de uma Experiência. 2005. 370 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2005..

ALLEVATO, N. S. G; ONUCHIC, L. R. Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática: por que Através da Resolução de Problemas?. In: ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. G.; NOGUTTI, F. C. H.; JUSTULIN, A. M. Resolução de Problemas: Teoria e Prática. 1. ed. São Paulo: Paco Editorial, 2014. p. 35-52.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Lisboa: Porto Editora, 1994.

BRANSFORD, J. D.; BROWN, A. L.; COCKING, R. R. (Orgs.) Como as pessoas aprendem: cérebro, mente, experiência e escola. Tradução de Carlos David Szlak. São Paulo: Editora SENAC, 2007.

CURY, H. N.; CASSOL, M. Análise de Erro em Cálculo: um pesquisa para embasar mudanças. Acta Scientiae, v. 6, n. 1, 2004.

HERMÍNIO, P. H. Matemática financeira - um enfoque da resolução de problemas como metodologia de ensino e aprendizagem. Dissertação de Mestrado – Universidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2008.

IGLIORI, S. B. C. Considerações sobre o ensino do cálculo e um estudo sobre os números reais. In: FROTA, M. C. R.; NASSER, L. Educação Matemática no Ensino Superior: pesquisa e debates. Recife: SBEM, 2009. p. 11-25.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA (MEC), Conselho Nacional de Educação Câmara de Educação Superior: Resolução CNE/CES 11, de 11 de Março de 2002. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES112002.pdf> Acesso em: 20 set. 2018.

NASSER, L. Uma pesquisa sobre o desempenho de alunos de cálculo no tratado de gráficos. In: FROTA, M. C. R.; NASSER, L. Educação Matemática no Ensino Superior: pesquisa e debates. Recife: SBEM, 2009. p. 11-25.

NCTM. National Council of Teachers of Mathematics. Principles and standards for school mathematics. Virgínia: NCTM, 2000.

NUNES, C. B. A Metodologia de Ensino-aprendizagem de Matemática através da Resolução de Problemas: perspectivas à formação docente no contexto da sala de aula. In: REIS, M. J. Espíndola; FERREGUETT, Cristhiane; AUDI, Luciana C. da Costa; MOLAR, Jonathan de Oliveira (orgs.) Educação e Desenvolvimento: diferentes olhares. v. 2. Coleção Formação e Práxis Docente. Campinas: São Paulo, 2015. p. 61-80.

NUNES, C. B. O Processo Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Geometria através da Resolução de Problemas: perspectivas didático matemáticas na formação inicial de professores de matemática. Tese de Doutorado – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2010. 430p.

ONUCHIC, L. R. Ensino-aprendizagem de Matemática através da Resolução de Problemas. In: BICUDO, M. A. V. Pesquisa em Educação Matemática: concepções e perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, 1999. p. 199-218.

ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. G. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. Bolema, v. 25, n. 41. p. 73-98. dez., 2011.

POLYA, G. A arte de resolver problemas. 2ª. ed. Rio de Janeiro: Interciência, 1994.

REIS, F. S. Rigor e intuição no ensino de cálculo e análise. In: FROTA, M. C. R., NASSER, L. Educação Matemática no Ensino Superior: pesquisa e Debates. Recife: SBEM, 2009. p. 81-97.

RIBEIRO, M. V. O ensino do conceito de integral, em sala de aula, com recursos da história da matemática e da resolução de problemas. Dissertação de Mestrado – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2010. 327 p.

SANTOS, A.R. Metodologia científica - a construção do conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A editora, 2000.

SKOVSMOSE, O. Cenários para Investigação. Bolema, n. 14, p. 66-91, 2000.

STEWART, J. Cálculo. v. I. São Paulo: Cangage Learning, 2013.

Publicado
2020-05-01
Como Citar
Nunes, C. B., Reis, M. J. E., Ferreira, L. L., & Silva, L. B. da. (2020). O Ensino-Aprendizagem do Cálculo Diferencial e Integral através da Resolução de Problemas no Curso de Engenharia Civil. Revista De Educação Matemática, 17, e020029. https://doi.org/10.37001/remat25269062v17id291
Seção
Seção Temática: Resolução de Problemas na Educação Matemática