Progressão aritmética: uma proposta de ensino e aprendizagem através da Resolução de Problemas

  • Claudia Vieira de Vargas Departamento de Matemática da UFSM - Pós-Graduação em Educação Matemática e Ensino de Física da UFSM (PPGEMEF).
  • Fabiane Cristina Hopner Noguti UFSM - Universidade Federal de Santa Maria
Palavras-chave: Progressão Aritmética, Metodologia, Resolução de Problemas.

Resumo

O presente artigo é o recorte de uma pesquisa de mestrado, a qual investiga o ensino e a aprendizagem da progressão aritmética em um ambiente de ensino, através da resolução de problemas. Os participantes foram alunos do 1º ano do Ensino Médio, de uma escola particular, localizada em Santa Maria /RS. A coleta de dados, desenvolvida em oito encontros, utilizou como aporte teórico a Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática através da Resolução de Problemas proposta por Allevato e Onuchic (2014). Foram planejados e aplicados problemas que possibilitassem a construção e formalização de tal conteúdo. É uma pesquisa de natureza qualitativa e a coleta de dados foi realizada por questionários, observação em sala de aula e análise documental. Os documentos analisados consistiram, especialmente, nas resoluções produzidas pelos alunos durante os encontros e os registros das observações, os quais ocorreram das seguintes maneiras: diário de campo, gravações em áudio e fotografias. Com a análise e discussão dos dados coletados notamos que os problemas desenvolvidos permitiram a inserção do aluno no processo de construção dos conceitos, tornando-os produtores do próprio conhecimento, pois as estratégias utilizadas na resolução dos problemas propiciaram a reflexão, contribuindo para o reconhecimento, a sistematização e a formalização dos conceitos matemáticos. Assim, a utilização da resolução de problemas como metodologia de ensino favoreceu a aproximação do aluno com o conteúdo estudado de maneira menos abstrata. Essa metodologia se tornou uma importante estratégia, que gerou maior interesse e motivação por parte dos educandos, desenvolvendo um ambiente favorável à aprendizagem de Matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Vieira de Vargas, Departamento de Matemática da UFSM - Pós-Graduação em Educação Matemática e Ensino de Física da UFSM (PPGEMEF).
Educação Matemática
Fabiane Cristina Hopner Noguti, UFSM - Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Matemática da UFSM - Pós-Graduação em Educação Matemática e Ensino de Física da UFSM (PPGEMEF). 

 

Referências

ALLEVATO, N. S. G.; VIEIRA, G. Do ensino de resolução de problemas abertos às investigações matemáticas: possibilidades para a aprendizagem. Quadrante, (2016). 25(1), 113-131.

ALLEVATO, N. S. G.; ONUCHIC, L. R. Ensino-aprendizagem-avaliação de Matemática: por que através da resolução de problemas? In: Onuchic, L. R. et al. (Org.) Resolução de Problemas: teoria e prática. Jundiai: Paco Editorial. 2014. p. 35-52.

________. Associando o computador a resolução de problemas fechados: análise de uma experiência. 2005. 370 p. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Universidade Estadual Paulistana, Rio Claro, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Ensino Médio. Base Nacional Comum Curricular, 2018.

________. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio). Brasília: MEC, 2000.

________. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática – Ensino Médio. Secretaria de Educação Fundamental. –Brasília: MEC /SEF, 1998.

________. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais + (PCN+) - Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2002.

DANTE, L.R. Formulação e Resolução de problemas de matemática: Teoria e Prática 1ªed. São Paulo: Ática, 2010.

DANTE, L. R. Matemática: contexto & aplicações. São Paulo: Ática, 2016.

ECHEVERRÍA, M. P. P; POZO, J. I. Aprender a resolver problemas e resolver para aprender. In: POZO, J. I. (ORG) A solução de problemas. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

FIORENTINI, D. Alguns Modos de Ver e Conceber o Ensino da Matemática no Brasil. Zetetiké, Campinas, ano 3, n. 4, p. 1 - 37, nov. 1995.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. 2ed. Campinas: Autores Associados, 2009. 240 p.

GARCIA, C. M. Formação de Professores: para uma mudança educativa. Portugal: Porto Editora, 1999.

GIOVANNI, J. R.; BONJORNO, J. R.; GIOVANNI JR., J. R. FTD: Sistema de ensino: SIM: ensino médio: Matemática: Livro do professor. São Paulo: FTD, 2014.

KRULIK, S.; REYS, R. E. A resolução de problemas na matemática escolar. São Paulo: Atual, 1997.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARCONI, M.; LAKATOS, E. M. Técnica de pesquisa. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2007.

NOGUTI, F.C.H. Um curso de matemática básica através da resolução de problemas para alunos ingressantes da Universidade Federal do Pampa – Campus Alegrete. 2014. 370 f. Tese - (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2014.

NUNES, C. B. O Processo Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Geometria através da Resolução de Problemas: perspectivas didático matemáticas na formação inicial de professores de matemática. 2010. 430f. Tese (Doutorado - Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade estadual Paulista, Rio Claro.

ONUCHIC, L. R. A resolução de problemas na Educação Matemática: onde estamos? E para onde iremos? Espaço Pedagógico. (2013). 20(1), 88-104. Acedido em agosto 23, 2019, em http://www.upf.br/seer/index.php/rep

________. Ensino-Aprendizagem de Matemática através da Resolução de Problemas. In: BICUDO, M. A. (Org.). Pesquisa em educação matemática: concepções e perspectivas. São Paulo: UNESP, 1999.

ONUCHIC, L. R; ALLEVATO, N. S. G. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. Bolema, Rio Claro (SP), v. 25, n. 41, p. 73-98, dez. 2011.

________. Novas reflexões sobre o ensino-aprendizagem de matemática através da resolução de problemas. In: BICUDO, M. A. V.; BORBA, M. C. (Org.). Educação Matemática: pesquisa em movimento. 4 ed. rev. São Paulo: Cortez, 2012.

PAGANI, E. M. L. Ensino-aprendizagem-avaliação de derivadas no curso técnico integrado ao médio através da resolução de problemas. 2016. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2016.

POLYA G.; A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. Rio de Janeiro: Interciência, 1985.

PRENSKY, M. Aprendizagem baseada em jogos digitais. São Paulo: SENAC, 2001.

SCHROEDER, T. L.; LESTER JR., F. K. Developing Understanding in Mathematics via Problem Solving. In: TRAFTON, P. R.; SHULTE, A. P. (Ed.) New Directions for Elementary School Mathematics. NCTM, 1989. (Year Book). p. 31-42.

VIEIRA, G. Tarefas exploratório-investigativas e a construção de conhecimentos sobre figuras geométricas espaciais. 2016. Tese (doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2016.

Publicado
2020-05-01
Como Citar
de Vargas, C. V., & Noguti, F. C. H. (2020). Progressão aritmética: uma proposta de ensino e aprendizagem através da Resolução de Problemas. Revista De Educação Matemática, 17, e020024. https://doi.org/10.37001/remat25269062v17id275
Seção
Seção Temática: Resolução de Problemas na Educação Matemática